quinta-feira, março 03, 2011

Pensamentos mal educados




Tenho percebido uma coisa, nem sempre tudo o que eu penso é o que eu penso. Tenho notado que algumas coisas realmente não nasceram em mim. Não somos sabedores de tudo, recebemos muita coisa de fora, mas nem tudo o que recebo externamente será legítimo se tornar "meu pensamento". Tenho percebido isso depois que me propus a descobrir quem sou eu na essência, minhas tendências, minha personalidade, meus desejos, minhas faltas de desejos... então hoje, reconheço mais facilmente quando o que penso veio de mim mesma ou não. Alguns pensamentos que nos questionam e nos fazem refletir sobre o que temos sido, sobre o que queremos ser, são sempre bem vindos, estes são educados, aparecem quando buscamos, ou então quando já demos permissão para serem expostos a nós, através do amor que sentimos pela pessoa que os porta, por exemplo.

Agora penso que nem todos os pensamentos são educados, para mim existem  pensamentos mal educados, reconheço-os de duas formas - aqueles que vem de egos mal educados: estes sempre querem incutir dentro de você aquilo que eles são, não se importando em nenhum momento com o que você é, ou com o que seria bom para você ser. Eles querem apenas se afirmar, e para isso destroem seus pensamentos. Sem perceber  você não  pensa mais, e está sempre concordando com tudo e todos ou então, não sabe com o que concordar, você então  perde a referência de você mesmo. Já me senti assim, e muitas vezes.


O outro tipo de pensamento mal educado é aquele que vem do nada, do nada mesmo, aquele que surge não sei da onde e vem não sei de quem, esse é pior, não sabemos afinal de contas o porquê ele surgiu, e então, às vezes, o  usamos como se fosse nosso automaticamente, só que sem perceber também nos boicotamos porque não somos coerentes com nossa essência, com a essência que nos dá sentido de vida, e então dá pane no sistema central.


Choque de informações incoerentes, por exemplo: você não é nem um pouco apegado(a) a bens materiais e de repente pensa  porque eu não tenho uma mansão?  Ou então você sabe que está esperando o momento certo para realizar algumas coisas mas pensa, por que isso está demorando demais?

Saber quem você é, suas características como pessoa, suas preferências, seus anseios, seus desejos desde os "melhores aos piores", é o que vai fazer você reconhecer se alguns pensamentos estão vindo de você mesmo, ou não. E isso é importante, sabe por que? Porque são nossos pensamentos os principais motivadores das nossas atitudes. Se temos a visão correta de tal pensamento vamos proceder de forma mais coerente em relação a nós mesmos e aos  que nos motivaram a pensar.  Dando honra a quem nos motivou de forma benéfica e/ou sabendo recusar ou conversar de forma sincera com os egos mal educados, e em relação aos pensamentos mal educados que não sabemos claramente de onde vem, creio que agir de forma contrária ao que eles propoem é a melhor forma de respondê-los. 

Na bíblia inclusive encontramos diversas vezes no novo testamento versículos nos mandando tomar cuidado com nossos pensamentos, e nos recomendando a levar todos os nossos pensamentos "cativos" a obediência de Cristo. 

 Como em Cristo somos livres, n'ele nossos pensamentos podem ganhar asas e voar em liberdade. Bom seria se tudo exatamente tudo o que pensamos fosse edificante, mas sabemos que não é assim que funciona. Então, vamos reconhecer nossas peculiaridades, assumir nossas falhas, reconhecer o que é nosso e o que não é .

Mas saiba que:

... a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus. Filipenses 4-7


Em amor.

Simone Caetano.







Reações:

Um comentário:

  1. Acredito que também temos maus pensamentos e que são muito nossos... E para estes momentos filtro meus pensamentos com Filipenses 4:08

    "Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude e se há algum louvor, nisso pensai."

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, crítica ou observação. Queremos saber o que estamos transmitindo a você.
Mas, deixamos claro que comentários ofensivos não serão publicados.